Inscrição para Curso de Extensão a Distância “Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional e Direito Humano à Alimentação Adequada para População Negra, Comunidades Quilombolas, Povos de Matriz Africana e Comunidades Tradicionais”

interssan-2018-banner-600px

Estão abertas até 03 de agosto de 2018 as inscrições para o Curso de Extensão a Distância
“Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional e Direito Humano à Alimentação Adequada
para População Negra, Comunidades Quilombolas, Povos de Matriz Africana e Comunidades
Tradicionais”interssan-2018-banner

 

 

CLIQUE AQUI PARA REALIZAR SUA INSCRIÇÃO:
http://fundibioeventos.ibb.unesp.br/eventos/soberania/

O curso nasceu a partir de uma parceria entre o INTERSSAN (Centro de Ciência e Tecnologia para Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional) o os APNs (Agentes de Pastoral Negros) com o objetivo de fornecer referencial teórico e promover o debate sobre a Soberania, a Segurança Alimentar e Nutricional e o Direito Humano à Alimentação Adequada para População Negra, Comunidades Quilombolas, Povos de Matriz Africana e Comunidades
Tradicionais, com vistas aos objetivos do desenvolvimento sustentável. Público Alvo: Agentes do movimento social negro, população negra, comunidades quilombolas, povos de matriz africana e comunidades tradicionais.

Saiba mais sobre o curso

TEMAS
A cada semana um novo tema será disponibilizado, seguindo o seguinte calendário:

13/08/18 Tema 1: Panorama geral do curso e proposta de trabalho. Uma introdução ao
tema. – Apresentação do programa e metodologia de trabalho. Introdução ao conceito de
Segurança Alimentar e nutricional e ao SISAN
20/08/18 Tema 2: As origens das inequidades sociais no processo histórico brasileiro – Retrospectiva histórica da formação do povo brasileiro e do seu processo político e econômico. Os atuais indicadores de desenvolvimento social.
27/08/18 Tema 3: Os movimentos sociais na luta contra o preconceito e a violação de direitos. Racismo institucional. O movimento social negro. – Preconceito. Direitos sociais. A história dos movimentos sociais e a história do movimento social negro
03/09/18 Tema 4: As Políticas de promoção da igualdade racial – Histórico das políticas de promoção da igualdade racial. O Plano Nacional de desenvolvimento sustentável dos povos e comunidade tradicional de matriz africana
10/09/18 Tema 5: Sistema social: a sociedade civil frente aos setores público e privado – O sistema social e a relação da sociedade civil com a iniciativa privada e o poder público: porque precisamos das políticas sociais num mercado capitalista
17/09/18 Tema 6: Histórico e abrangência dos conceitos de Segurança Alimentar e Nutricional, Soberania Alimentar e Direito Humano à Alimentação – Histórico e abrangência dos conceitos de Segurança Alimentar e Nutricional, Soberania Alimentar e Direito Humano à Alimentação: Diferentes visões e percursos nacional e
internacional.
24/09/18 Tema 7: O Panorama da produção, transformação, comércio e abastecimento de alimentos no Brasil e entre os povos e comunidades tradicionais de matriz africana – O Panorama da produção, transformação, comércio e abastecimento de alimentos no Brasil e entre os povos e comunidades tradicionais de matriz africanas: produção primária e transformação agroindustrial dos principais alimentos.
01/10/18 Tema 8: O Panorama da desnutrição e outras formas de má nutrição no Brasil e entre os povos e comunidades tradicionais de matriz africana. – O Panorama da desnutrição e outras formas de má nutrição no Brasil e entre os povos e comunidades tradicionais de matriz africana: faixas etárias, diferenças regionais. Necessidades alimentares especiais (anemia falciforme)
08/10/18 Tema 9: Cultura alimentar: cosmovisão africana – Cultura alimentar: cosmovisão africana
22/10/18 Tema 10: Sistemas alimentares sustentáveis, inclusivos e promotores de saúde
e bem estar – Sistemas alimentares sustentáveis, inclusivos e saudáveis: circuitos curtos e longos de
produção. Produção agroecológica. Os povos de matriz africana como guardiões de
sementes.
29/10/18 Tema 11: O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) – A LOSAN e a Política Nacional de SAN: seus princípios e diretrizes. Os componentes do SISAN.
05/11/18 Tema 12: A participação social na Política de SAN e o papel dos conselhos – A participação social na Política de SAN e o papel dos conselhos: o sentido da democracia participativa representativa. O que significa ser um conselheiro de SAN e como fazer parte ou se fazer representar nos conselhos de SAN
12/11/18 Tema 13: As atribuições dos conselheiros de SAN
– As atribuições dos conselheiros de SAN: representatividade política, habilidades
políticas e operacionais.
19/11/18 Tema 14: O Plano Nacional de SAN (PLANSAN) e seu Segundo Desafio (parte 1)
– As metas para erradicação da insegurança alimentar. Inclusão Rural produtiva e acesso
à terra e gestão territorial.
26/11/18 Tema 15: O Segundo desafio do PLANSAN (parte 2)
– As metas para biodiversidade e acesso às políticas públicas
03/12/18 Tema 16: A participação da sociedade civil na elaboração e monitoramento dos
planos municipais de SAN
– Como participar da elaboração e monitoramento dos planos de SAN

 

Depois da última postagem (03 de dezembro) o curso permanecerá disponível até o dia 10 de
dezembro de 2018.

Tutoria: Para apoiar os alunos, o curso contará com tutores dos Agentes de Pastoral Negros.
Corpo docente: Cinquenta por cento dos docentes são da UNESP e outros 50% docentes de
outras instituições parceiras. Todas as aulas contarão com a participação ativa de membros de
comunidades tradicionais de matriz africana, privilegiando o diálogo de saberes.
Avaliação: ao final de cada semana os alunos deverão responder um questionário de múltipla
escolha. No final do curso (16 semanas), para ser aprovado, o aluno deverá ter participado e
apresentar aproveitamento em ao menos 70% das atividades. Ou seja, assistir os vídeos,
participar do fórum e acertar ao menos 70% das questões.

Ao final do curso o aluno será capaz de:
– Posicionar-se criticamente frente ao processo histórico de construção das inequidades sociais
no Brasil.
– Identificar os elementos envolvidos nos conceitos de Soberania Alimentar, Segurança
Alimentar e Nutricional e Direito Humano à Alimentação Adequada;
– Descrever o panorama da segurança alimentar e nutricional no Brasil, com ênfase para os
povos e comunidades tradicionais de matriz africana;
– Identificar todos os pontos do sistema alimentar e de que forma ele vem sendo ameaçado;
– Reconhecer os componentes e descrever como funciona o Sistema Nacional de Segurança
Alimentar e Nutricional;
– Identificar as habilidades necessárias à participação social no SISAN.
Certificados: os certificados serão emitidos pelo sistema de certificados da Pró-reitoria de
extensão da UNESP.

Realização: UNESP
Apoio: INTERSSAN, MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações), Agentes de Pastoral
Negros, NEAD.TIS (Núcleo de Educação a Distância e Tecnologias da Informação em Saúde),
Rede-SANS, CONSEA (Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional).